Notícias

Prova é organizada pela Associação de Atletismo de Aveiro e pela Câmara Municipal da Murtosa 

A Murtosa vai receber, no próximo dia 1 de Maio, a partir das 16h00, o IV Torneio João Ruela de atletismo, prova organizada pela Associação de Atletismo de Aveiro e pela Câmara Municipal da Murtosa, destinada aos escalões de benjamins, infantis, iniciados, juvenis, juniores e veteranos. 

Na pista de atletismo João Ruela, localizada no complexo do Parque Municipal da Saldida, serão realizadas provas de 50, 60, 80 e 100 metros planos, salto em comprimento e triplo salto.

Esta é a quarta edição do torneio de atletismo João Ruela a ter lugar na pista homónima, inaugurada em 2014, que homenageia o ilustre Murtoseiro que tem dedicado a sua vida cívica à promoção e formação desportiva dos mais jovens, em particular no atletismo, quer como treinador quer como dirigente associativo.

 

Clube Desportivo de Estarreja 0-2 Gondomar Sport Clube                                   

(Vitor Valente-RVR) Na jornada de todas as esperanças que o CDE tinha para encetar a recuperação a uma possível fuga ao play-off, não só se viu praticamente arredado desse objectivo como ainda assiste ao aproximar do Gouveia na tabela classificativa, colocando-se assim em posição de risco quanto à descida directa aos distritais.

Ganha por isso mesmo carácter decisivo a próxima jornada, precisamente em Gouveia, com os serranos apenas a dois pontos do CDE e em vantagem por terem vencido na 1ª volta em Estarreja.

A fase de todas as decisões do Campeonato de Portugal Prio entra pois para os três derradeiros jogos, com a indecisão sobretudo entre Gouveia e CDE, equipas que agora fazem do play-off a tábua de salvação para a fuga à despromoção já que, acima das duas, Mortágua, Gondomar e Cesarense estão praticamente a salvo e Moimenta da Beira muito dificilmente largará a lanterna vermelha e a consequente descida.

Na tarde deste domingo o Gondomar acaba por ser um justo vencedor pois soube jogar com dois resultados que lhe interessavam.

Uma vitória em Estarreja seria a resolução desde já do problema, como aliás aconteceu, mas o empate não seria à partida de desdenhar.

O Estarreja, a jogar sobre brasas, não se entendeu nos minutos iniciais permitindo a Francisco boa oportunidade na cara de João Oliveira, rematando contudo ligeiramente ao lado do poste esquerdo do guardião da casa.

É verdade que aos poucos a turma do CDE foi aliviando a pressão, mas só de bola parada Gustavo assustou Cavadas que sacudiu com os punhos defendendo logo de seguida a recarga de Belinha.

O Gondomar nesse período soube baixar as suas linhas, não hesitando em recorrer a muitas faltas para travar à nascença as investidas do CDE, mas sempre que podia estendia o seu jogo com passes a rasgar a defensiva do Estarreja. Neste caso, Penantes e sobretudo KiKo a serem muito activos na frente do ataque.

O intervalo chegou sem golos e Sandro Botte manteve o mesmo onze. Voltou a ser mais perigosa a turma gondomarense no reinício, mas João Oliveira evitou que Kiko festejasse com defesa apertada depois de excelente cruzamento atrasado de Francisco.

Tal como na primeira metade, o CDE voltou a equilibrar, mas as dificuldades em entrar no último reduto contrário eram sobremaneira evidentes e quando Sandro Botte resolveu "mexer", com as entradas em simultâneo de Bonfim e Marmelo, não foi feliz porque viu Bonfim a falhar por muito pouco um cabeceamento perigoso.

O Gondomar mantinha a frieza nos seus métodos defensivos e já depois de estar com uma unidade a menos, por expulsão de Baldaia que viu duplo amarelo à entrada para o último quarto de hora, acabaria por chegar ao golo por intermédio de Gil.

O jogador, que tinha saltado do banco, numa jogada de puro contra-ataque em que Manuel José galgou metros e colocou ao segundo poste, aproveitou para marcar de cabeça.

O cobertor que a equipa estarrejense colocara em campo era curto e para cobrir a cabeça tinha que destapar os pés pelo que já nos descontos, Gil, em fuga pelo corredor direito do seu ataque, retirou Gustavo do caminho da bola já no coração da área com excelente finta e voltou a bater João Oliveira com remate  colocado.´

Não foi pelo árbitro Diogo Pinto, que viajou de Viana do Castelo, que o CDE perdeu posto que o seu desempenho esteve bem e sem casos. 

Gouveia, na condição de visitado, Mortágua, na de visitante, e Águeda também visitado, é o que resta para o CDE tentar uma ida ao play-off quando certamente os índices anímicos não serão os melhores. Têm a palavra os atletas. 

 

 

Associação Atlética de Avanca foi fundada em 1937 e hoje tem mais de 400 sócios          

Foi inaugurado no passado dia 14 de Abril o Campo de Relvado Sintético do Parque Desportivo da Associação Atlética de Avanca. 

A Câmara de Estarreja financiou em 75% a obra de colocação deste relvado sintético no complexo desportivo, correspondendo a um apoio global de 153 mil euros para um investimento total de 204 mil euros.

Segundo refere a autarquia, cumpre-se assim o “seu papel fundamental no desenvolvimento desportivo e no incremento da prática desportiva, através da promoção do desporto, consubstanciado na criação de condições da prática desportiva e reconhecendo que o movimento associativo desempenha um papel crucial como fator estruturante na formação dos jovens”. 

 

 

 

Será um dia de exercício físico e de alerta para os direitos das crianças e jovens        

A marchar ou a correr, a autarquia de Estarreja convida os interessados a participarem na Marcha 25 de Abril.

O evento, que anualmente comemora a Revolução dos Cravos, sai novamente à rua para proporcionar um dia de exercício físico e de convívio.

Em 2017, servirá ainda para deixar um alerta para os direitos das crianças e jovens.

A concentração far-se-á no Eco Parque Empresarial de Estarreja, ponto de partida para a marcha de 10 quilómetros e para a corrida de 7 quilómetros , novidade introduzida para aqueles que prefiram um ritmo mais acelerado. Todos os participantes inscritos estão convidados para um almoço no final da actividade.

No Mês da Prevenção dos Maus-tratos na Infância, a CPCJ – Comissão de Proteção de Crianças e Jovens decidiu associar-se à Marcha 25 de Abril para assinalar a efeméride. 

Sob o lema “A melhor forma de tratar o problema é impedir que aconteça”, a campanha visa alargar a intervenção sobre este problema a outras áreas da sociedade e sublinha que, infelizmente, muitas crianças e jovens ainda são sujeitos a maus tratos e que têm de acabar.

Marcha 10 km | Corrida 7 km 

Terça-feira, 25 Abril |0 9h00-16h00

Concentração e almoço: Eco Parque Empresarial de Estarreja

Actividades paralelas e de livre acesso:

 [09h00 até ao final] Espaço Criança (actividades lúdicas e desportivas para crianças entre os 6 e os 12 anos)

 [12h-12h30] Mega Aula de Zumba 

 [12h30-14h30] Almoço

Valor da participação: Adultos: 3€ | Crianças: 2,50€

Percursos: Caminhada | Corrida

Mais Informações e inscrições em: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 925 657 655, Complexo de Desporto e Lazer de Estarreja, Piscina Municipal de Avanca, GAME - Gabinete de Atendimento ao Munícipe de Estarreja

 

Pág. 1 de 30