Notícias

Feridos foram transportados para o Hospital de Aveiro                               

A explosão de um forno de uma fábrica em Albergaria-a-Velha fez dois feridos, refere fonte dos Bombeiros de Albergaria-a-Velha, em Aveiro.

De acordo com esta fonte, a explosão, sem incêndio, "ocorreu na zona da fundição" da fábrica de torneiras Grohe.

Os feridos são um homem de 49 anos, que ficou com queimaduras graves no rosto, e um jovem de 29 anos que sofreu queimaduras ligeiras ao nível dos membros e do pescoço.

Os dois foram transportados para o Hospital de Aveiro.

Segundo a mesma fonte, na fábrica trabalham centenas de pessoas.

O alerta foi dado às 15h59 e no local estiveram membros dos bombeiros e da GNR de Albergaria-a-Velha e uma Viatura de Emergência Médica.

 

A próxima fase de candidaturas ao Programa Porta 65 - Jovem já teve início              

Trata-se de um sistema de apoio financeiro ao arrendamento por jovens isolados, constituídos em agregados ou em coabitação.

O projecto é regulado por um conjunto de diplomas legais. 

Este programa apoia o arrendamento jovem de habitação para residência permanente, atribuindo uma percentagem de valor da renda como subvenção mensal.

Podem candidatar-se a este programa jovens com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 30 anos (no caso de casais de jovens, um dos elementos pode ter até 32 anos).

Os jovens terão que ser titulares de um contrato de arrendamento celebrado no âmbito do Novo Regime do Arrendamento Urbano, ou do regime transitório.

Não podem usufruir, cumulativamente, de quaisquer subsídios ou de outra forma de apoio público à habitação.

Nenhum dos jovens membros do agregado pode ser proprietário ou arrendatário para fins habitacionais de outro prédio ou fracção habitacional e nenhum dos jovens membros do agregado pode ser parente ou afim do senhorio.

Mais informações em www.portaldahabitacao.pt 

Na Zona Centro todos os interessados poderão solicitar mais informações nas Lojas Ponto JA do IPDJ de Aveiro ou consultar o Portal da Juventude em: www.juventude.gov.pt.

A candidaturas deverão ser apresentadas até ao dia 18 de Maio. 

 

 

O diploma final resulta dos projetcos de lei do PSD, CDS e Bloco de Esquerda               

O parlamento aprovou hoje, por unanimidade, um projecto de lei que cria um regime excepcional de dispensa de serviço público dos trabalhadores da administração pública para os bombeiros voluntários.

O diploma final resulta dos projetos de lei do PSD, CDS e Bloco de Esquerda e foi aprovado por todas as bancadas, na Assembleia da República.

A nova lei estabelece que "durante o período crítico determinado no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios é estabelecido um regime excepcional de dispensa de serviço público dos trabalhadores da administração directa e indirecta do Estado, bem como da administração autónoma, que cumulativamente detenham a qualidade de bombeiro voluntário" se forem chamados a combater um incêndio florestal.

A lei determina ainda os casos em que se aplica "o regime excepcional de dispensa de serviço público", como, por exemplo, "em caso de declaração de alerta especial, de nível vermelho, pela Autoridade Nacional de Proteção Civil".

Na reunião de hoje, foi também aprovado, com os votos do PS, PSD, CDS e PAN, uma proposta do Governo que adapta uma directiva europeia e regula a transmissão de dados do registo de veículos para os casos de detecção e investigação de infrações de natureza penal.

O diploma teve os votos contra do PCP, PEV e a abstenção do Bloco de Esquerda.

 

Sessão terá lugar na sede da Associação Empresarial , em Estarreja                   

A SEMA- Associação Empresarial dos Concelhos de Sever do Vouga, Estarreja, Murtosa e Albergaria-a-Velha, em parceria com a Stratbond Consulting, irá realizar no dia 16 de Maio de 2017, às 21h00, na sua sede, em Estarreja, uma sessão de esclarecimento sobre o tema “BIM SESSION - O Futuro (hoje) do Setor da Construção".

O BIM - Building Information Modeling, é uma metodologia de trabalho que tem por objectivo a gestão integrada da informação associada a um modelo virtual, acessível a todos os intervenientes num processo de construção, dotando os profissionais da Indústria AEC – Arquitetura, Engenharia e Construção – de ferramentas para projectar, planear, construir e gerir os edifícios com mais eficiência.

Deste modo, o BIM surge como resposta para antecipar possíveis conflitos entre as diferentes disciplinas, mitigando riscos em fases iniciais do processo de construção.

Esta metodologia, tem por isso, um impacto directo na redução de custos nas várias fases do ciclo de vida do edifício.

Serão oradores, Cláudia Antunes, arquitecta e responsável pelo StratBIM® e pós-graduada em BIM - Building Information Modeling, Joaquim Danado, arquitecto,  consultor e formador na Stratbond Consulting.

 

Pág. 1 de 73